Como a Inflação está a dar CABO de Ti, das tuas Poupanças e Investimentos?

Inflação e os investimentosDescobre porque a Inflação está a dar cabo de tudo. De ti, das tuas poupanças e investimentos. Tens mesmo que ler isto!

Antes demais, desculpa por te estar a alarmar, mas a inflação é um problema que poucas pessoas pensam, até um dia. Para que não te arrependas no futuro, por ter ignorado a inflação até ao dia de hoje, vou te mostrar as coisas como elas são. As coisas são piores que pensas, mas ainda vais a tempo de resolver tudo e dominar a inflação. Não podes deixar que continue a dar cabo de ti!

A inflação é tão importante, como saber o retorno de um investimento.

Há algum tempo atrás falei dos riscos da inflação, mas está na hora de falar porque deves ter cuidado com o monstro da inflação. Se só tens dinheiro aplicado em Depósitos a Prazo, Obrigações do Tesouro e outros produtos financeiros com um retorno conservador (inferior a 2%), sem sombra de dúvidas estás a perder dinheiro.

Como Dominar a Inflação e ainda Ganhar Dinheiro?

Primeiro, tens que entender o que é a inflação e como é calculada, para depois poderes perceber que medidas deves tomar para dominar a inflação. Ao dominar a inflação, vais conseguir fazer crescer o teu Dinheiro.

Numa economia de mercado, o preço dos bens e serviços podem sempre mudar. Uns preços sobem, outros descem. Fala-se de inflação, quando se verifica uma aumento geral do preço. E, qual é o resultado? É simples! Compra-se menos com um euro – 1€.

Ou seja, um euro em 2017 vale menos do que 2016!

Mas, como é calculada mesmo a inflação?

O cálculo da inflação é feito com base nos preços dos produtos em que se gasta maistais como a eletricidade – têm mais peso, do que os produtos em que se gasta menos – por exemplo, selos de correio.

Todas as famílias têm hábitos de consumo próprio. Umas pessoas possuem automóvel e comem carne, enquanto outras utilizam apenas os transportes públicos. O “peso” dos produtos e serviços no cálculo da inflação é determinado em função da média de despesa de consumo das pessoas.

No cálculo do valor da inflação, são tidos em conta todos os bens e serviços que as famílias consomem, como por exemplo:

  • artigos de consumo diário (ex.: produtos alimentares, jornais e gasolina)
  • bens duradouros (ex.: vestuário, computadores e frigoríficos)
  • serviços (ex.: cabeleireiro, seguros e arrendamento)

A inflação não é uma coisa má, no entanto, tens que saber dominar a inflação senão estás a perder dinheiro, tempo e a alocar dinheiro para um mau investimento, enquanto existem melhores alternativas.

Existem vários tipos de inflação, sendo a hiperinflação uma das piores. Um exemplo real de hiperinflação é o caso da Venezuela, que vários meios de comunicação falam em taxas de inflação de 730% para 2017 e 2.000% para 2018. Ou seja, o preço dos bens disparou!

Porque não compensa aplicar dinheiro só em Depósitos a Prazo, Obrigações do Tesouro, etc?

O tempo em que a taxa de juro dos Depósitos a Prazo, Obrigações do Tesouro e produtos de poupança semelhantes pagavam bons juros acabou! São bons para o Banco e para o Estado. Para os Bancos, porque é mais dinheiro disponível ou ganham com comissões, para o Estado porque existe retenção na fonte e é dinheiro barato.

A título de exemplo, hoje a maior parte dos Depósitos a Prazo tem uma taxa de juro (TANB) muito abaixo dos 1,40% e a inflação em Portugal está por volta desse valor. Isto é, se contarmos com a inflação o retorno real é quase 0% ou negativo.

Podes ver a taxa de inflação em Portugal atualizada neste site.

Como investir para obter Mais-Valias e Eliminar o monstro da Inflação

Como vimos acima, se aplicares todo o teu dinheiro em Depósitos a Prazo, Conta Aforro ou Obrigações do Tesouro, vais estar constantemente a perder dinheiro. Ano após ano vais perder poder de compra.

Não estou a dizer para deixares de aplicar dinheiro em Depósitos a Prazo, Obrigações ou numa Conta Aforro, mas tens que diversificar e como é óbvio, investir na Bolsa de Valores.

Esta é a minha estratégia (atualizado a 16 de dezembro de 2017):

Nestes últimos meses, as ações que seleciono todos os meses têm tido um retorno mensal médio entre 5% a 9%. Alguns casos ainda mais. Por isso, como podes ver, na Bolsa é possível ter o dobro, o triplo do retorno ou mais, do que se tivesses aplicado o dinheiro nos produtos financeiros anteriores.


Abre conta Demo na XTB Portugal e experimenta investir.

Se fores olhar para o retorno que poderias ter obtido num ano, se tivesses investido em ações comuns na Bolsa, vais ficar chocado. Olha para os ganhos de 2015 ou 2016. Esse retorno dá cabo da inflação!

como iniciar a comprar ações

Se estás interessado em investir na Bolsa, é porque percebeste como a inflação está a dar cabo de ti.

Para os novos investidores na Bolsa de Valores, que querem iniciar a investir dinheiro, mas não sabem por onde começar, aqui está a minha lista simples e direta:

  1. Abrir uma conta de negociação numa corretora de Bolsa. Eu tenho conta na Orey iTrade e na DeGiro. Uso e recomendo a DeGiro por causa das comissões low-cost. As comissões vão fazer toda a diferença no teu investimento.
  2. Depositar dinheiro na tua Conta de Negociação (ou Home Broker, como se diz no Brasil). Depois de escolher a corretora, é altura de depositar dinheiro na conta de investimento. O meio mais usado é transferência bancária, mas podem existir alternativas.
  3. Comprar ações. Na plataforma de investimento da corretora, procura pelo nome ou símbolo das ações que queres comprar. Por exemplo, para comprar ações da Microsoft, deves procurar por Microsoft ou MSFT.

Com medo de avançar? É normal. Não tem problema. O medo é o que te faz avançar em frente. Também senti o mesmo, mas usei um simulador de Bolsa para aprender como investir!

Bons investimentos!

Não sabes como investir?

Começa a Copiar Investidores na Etoro. Eles ganham, tu ganhas.

Performance passada não é garantia de resultados futuros. Capital em risco.