Benefícios e Riscos dos Fundos de Investimento

Escolher Fundo de investimentoConheça ao detalhe quais são os ricos e os benefícios de investir dinheiro em fundos de investimento. Saiba se vale a pena ou não investir em fundos.

Os fundos de investimento são uma das muitas opções à disposição dos investidores, no que toca a investir dinheiro no mercado de renda variável. Durante os últimos vários fundos apresentaram bons resultados no que toca à rentabilidade, no entanto no média de 5 ou 10 anos poucos foram os fundos capazes de gerar a rentabilidade necessária para o seu capital. Por isso, para não criar ilusões de que os fundos de investimento são uma alternativa perfeita a comprar ações, neste artigo vou apresentar alguns dos benefícios e os riscos associados a este produto financeiro, que está disponível em praticamente qualquer banco em Portugal.

Guia completo sobre Fundos de Investimento

Os mercados financeiros são movidos por tendências e por essa razão nem todos os fundos são uma boa escolha para investir o seu dinheiro. Desde o início de 2012 até ao fim de 2013, os fundos com melhor rentabilidade são os fundos que estão relacionados com o investimento ou compra de ações do Japão. Tudo isto graças à política monetária de facilitismo que está a ser aplicada no Japão, o que torna os produtos produzidos nesse país muito mais baratos e contribua para aumentar as exportações, que resulta no crescimento do país.

Além de ser difícil de acertar num fundo que apresente uma rentabilidade superior a pelo menos 30% em 5 anos ou mais, também existe um outro problema grave – os custos e comissões. Apesar dos fundos serem geridos por analistas, com experiência em investimento, você tem que contar que muitas vezes o fundo poderá fazer maus investimentos, sem falar que todos os anos você tem que pagar 2% ou mais, entre custos de gestão e comissões – o que pode revelar uma má opção.

Por essa razão, antes de escolher um fundo de investimento, tornasse importante ter uma lista com várias perguntas úteis, que podem ajudar-lhe a tomar a decisão certa no momento de investir. Aqui ficam algumas das perguntas mais comuns dos investidores:

  1. Qual é o seu horizonte temporal? Não é o mesmo investir para reforçar a reforma, para comprar uma casa nova dentro de 10 anos, do que investir com o prazo de 3 a 5 anos para comprar um novo automóvel ou fazer face às despesas da sua família.
  2. Conhece o seu próprio perfil de risco? As pessoas não são iguais na hora de arriscar o dinheiro para tentar atingir um objetivo financeiro, pelo que a entidade financeira deve realizar várias perguntas no formulário de abertura de conta, para determinar o seu próprio perfil de risco antes de abrir conta.
  3. Qual a gestora de fundos a escolher? No mercado nacional existem várias gestoras devidamente autorizadas para a gestão de fundos de investimento. Para se têm permissão legal para gerir fundos e vender outro tipo de produtos financeiros, poderá consultar essa informação através do site da CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários).
  4. Em que investe o fundo? Existem fundos que investem só em renda variável, enquanto outros investem em renda fixa ou fazem uma mistura entre renda fixa e renda variável. Assim mesmo, é importante saber se investem em ativos do mercado nacional, internacional, misto, ouro, petróleo e até divisas. Você deve ter cuidado para não investir uma grande parte do seu dinheiro em fundos de investimento de países emergentes nem setoriais, dado que a volatilidade dos mercados amplia o risco do investimento.
  5. Qual o ranking de rentabilidade do fundo? Através da Internet é possível consultar o ranking que ocupa cada fundo dentro de um setor específico, podendo verificar o histórico de rentabilidade nos últimos anos.
  6. Como reage o fundo em comparação com um índice de referência? Você deve comprar os gráficos para o mesmo período temporal entre o fundo de investimento e um dos principais índices acionistas de referência, como o PSI20, DAX XETRA, CAC40, DOW JONES ou o S&P500. A diferença entre as quedas e as subidas de preço pode ajudar a determinar qual é a reação positiva ou negativa da gestora do fundo.

Não sabes como investir?

Começa a Copiar Investidores na Etoro. Eles ganham, tu ganhas.

Performance passada não é garantia de resultados futuros. Capital em risco.