Análise Fundamental antes de investir em ações

Análise fundamentalSaiba como funciona a Análise Fundamental. Descubra se o preço das ações está acima ou abaixo do valor real da empresa. Boas oportunidades!

No mundo da Bolsa existe muita controvérsia sobre a análise fundamental e a análise técnica. Ambas têm uma grande quantidade de defensores, que utilizam uma destas técnicas ou ambas, que podem ser úteis para encontrar boas oportunidades nos seus índices acionistas favoritos. A análise fundamental baseia-se no estudo de toda a informação económica-financeira disponível sobre a empresa (balança, resultados, rácio financeiro, etc), assim como da informação do setor, da conjuntura económica e de outros dados. Com esta análise é possível determinar pontos fortes e fracos da empresa, como a sua solidez financeira, liquidez, gastos e rentabilidade.

Guia sobre Análise Técnica

Partindo da ideia fundamental que os mercados não são eficientes, havendo desta forma ações que estão caras e outras baratas, não estando ao preço justo, pelo que a tarefa do investidor é encontrar onde estão as “pechinchas”. Mas também não se pode esquecer que as empresas vão crescer ou podem ter um produto que é sucesso de mercado e então o seu potencial de rentabilidade é maior.

São vários os indicadores que podem ser utilizados para saber se as ações de uma empresa estão caras ou baratas, no entanto os mais importantes são:


Abre conta Demo na XTB Portugal e experimenta investir.

  • Price to Book Value (PBV) – Este indicador mede a relação entre o valor da empresa em bolsa e o valor contabilístico, num determinado período, por ação.
  • Price to Sales (PS) – Mede a relação entre o valor da empresa em Bolsa e o valor total de vendas da empresa, num determinado período, por ação.
  • Price to Cash-flow (PCF) – Mede a relação entre o valor da empresa em Bolsa e a sua capacidade de gerar fluxos de caixa, num determinado período, por ação.

  • Price to Ebitda (PEbitda) – Mede a relação entre o valor da empresa em Bolsa e a sua capacidade de gerar fluxos de caixa das suas atividades operacionais, num determinado período, por ação.
  • Payout Ratio (PR) – O rácio de payout mede a proporção entre lucros totais da empresa e os resultados distribuídos aos acionistas através de dividendos.
  • Dividend Yield (DY) – É a relação entre o valor dos dividendos e a cotação da ação.

Não sabes como investir?

Começa a Copiar Investidores na Etoro. Eles ganham, tu ganhas.

Performance passada não é garantia de resultados futuros. Capital em risco.